Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A formiga no carreiro

A formiga no carreiro

22.Dez.21

Função pública com tolerância de ponto a 24 e 31 de Dezembro

Na véspera de Natal e de Ano Novo, os trabalhadores do sector público não trabalham.

Os funcionários públicos vão ter tolerância de ponto nas vésperas de Natal e de Ano Novo. A decisão foi tomada nesta terça-feira pelo Governo e foi anunciada pelo primeiro-ministro ao mesmo tempo que as novas medidas de contenção para travar o contágio da covid-19.

“Vai haver tolerância de ponto nos dias 24 e 31 de Dezembro”, afirmou António Costa no final do Conselho de Ministros extraordinário onde foi decidida a antecipação para o dia de Natal do período de contenção.

Assim, a partir das 00h de 25 de Dezembro e até ao dia 9 de Janeiro, o teletrabalho será obrigatório, as creches e ATL estarão encerrados e as discotecas e bares fechados.

Fonte Público

07.Dez.21

Marcelo promulga aumento do salário mínimo nacional e da Função Pública

Marcelo dá luz verde aos dois decretos do Governo.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou, esta segunda-feira, o aumento do Salário Mínimo Nacional (SMN) para os 705 euros em 2022, além dos aumentos de 0,9% na Função Pública.

Segundo a nota divulgada no site oficial da Presidência da República, “o Presidente da República promulgou hoje dois decretos do Governo: o que aprova a atualização da retribuição mínima mensal garantida e o que atualiza as remunerações da Administração Pública”.

 

O Governo aprovou na quinta-feira em reunião do Conselho de Ministros a subida do salário mínimo para 705 euros a partir de 01 de janeiro.

 

Já os trabalhadores da função pública terão aumentos de 0,9%, a partir do próximo mês de janeiro. O anúncio foi feito, na altura, pela ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva.

A atualização abrange cerca de 720 mil trabalhadores da administração pública e representa, de acordo a ministra da Administração Pública, uma despesa de 305 milhões de euros.

"Correspondendo cerca de 110 mil trabalhadores á base remuneratória, num custo de 80 milhões de euros, e 612 mil trabalhadores têm o aumento de 0,9% com uma despesa de 225 milhões", adiantou na ocasião Alexandra Leitão.

No caso dos funcionários públicos com o nível remuneratório mais baixo, o aumento fixa-se nos 40 euros, em linha com a subida do salário mínimo nacional - 705 euros, a partir de 2022.

 

Governo aprova aumentos na Função Pública e subida do salário mínimo para 705€

No caso dos funcionários públicos com o nível remuneratório mais baixo, o aumento fixa-se nos 40 euros.

 

Todos os trabalhadores da função pública terão aumentos de 0,9%, a partir do próximo mês de janeiro. O anúncio foi feito pela ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, após aprovação do diploma em conselho de ministros.

A atualização, que esta quinta-feira recebeu luz verde do Governo, abrange cerca de 720 mil trabalhadores da aministração pública e representa, de acordo a ministra da Administração Pública, uma despesa de 305 milhões de euros.

"Correspondendo cerca de 110 mil trabalhadores á base remuneratória, num custo de 80 milhões de euros, e 612 mil trabalhadores têm o aumento de 0,9% com uma despesa de 225 milhões", adiantou Alexandra Leitão, também presente na conferência de imprensa.

 

No caso dos funcionários públicos com o nível remuneratório mais baixo, o aumento fixa-se nos 40 euros, em linha com a subida do salário mínimo nacional - 705 euros, a partir de 2022.

Fonte Rádio Renascença