Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A formiga no carreiro

A formiga no carreiro

22.Mar.10

Opção gestionária na CM Barreiro

SINTAP espera que a Câmara do Barreiro não se fique só pela intenção, mas que concretize a opção gestionária

 

O Secretariado Distrital de Setúbal do SINTAP, regressou ao fim de nove meses, mais concretamente no dia 19 de Março de 2010 ao Barreiro para ouvir e esclarecer os trabalhadores da autarquia em plenário. Não o fez mais cedo, devido ao processo eleitoral que ocorreu em finais de 2009,da ordem de trabalhados constava a análise política e sindical; SIADAP; opção gestionária; prémios desempenho, ACCG – acordo colectivo de carreiras gerais e outras matérias decorrentes da Lei 59 e 12-A.

 

O tema que mais tempo ocupou foi a aplicação do SIADAP e o seu impacto na evolução da carreira, conjugado com a aplicação da opção gestionária. Os trabalhadores como sempre tiveram a oportunidade de colocar as suas questões, sendo a grande maioria delas sobre a evolução da carreira. O SINTAP tomou conhecimento, que a Câmara não está a contabilizar a “alguns trabalhadores” os anos de 2004 e 2005, para efeitos de atribuição de créditos e por outro lado pode verificar mais uma vez que existem desde 2009 muitos trabalhadores, das 3 carreiras gerais com os requisitos que permitem evoluir na TRU – tabela remuneratória única.

 

O SINTAP explicou pormenorizadamente todo o processo que leva a aplicação da opção gestionária e comunicou aos trabalhadores que tomou conhecimento (de forma informal) da intenção da Câmara Municipal do Barreiro de em breve aplicar a opção gestionária. O SINTAP disse aos trabalhadores que espera que a autarquia não se fique só pela intenção e que concretize a opção gestionária, por forma os trabalhadores verem melhorados os seus vencimentos em 2010, porque já o podia ter feito em 2009.

 

Outro dos temas que mereceu maior atenção foi o ACCG – acordo colectivo de carreiras gerais, que só se aplica aos trabalhadores filiados nos sindicatos subscritores e aos trabalhadores não sindicalizados, deixando de fora os trabalhadores filiados nos sindicatos da Frente Comum.

 

Os trabalhadores receberam com enorme satisfação o ACCG, pois verificaram que o acordo trás ganhos consideráveis para eles, despertando a intenção de vários trabalhadores a vontade de se sindicalizar no SINTAP. No final do plenário, comunicou-se aos trabalhadores, que o SINTAP vai insistir junto da Câmara para aplicar a opção gestionária (com retroactivos a Janeiro) e que mal se conheça desenvolvimentos voltávamos a reunir em plenário

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.