Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A formiga no carreiro

A formiga no carreiro

15.Fev.08

Contra a precaridade... marchar, marchar

O SINTAP desde sempre combateu as formas precárias de trabalho que expõem os trabalhadores a situações de insegurança, lutando pela abertura de concursos de integração nos quadros de pessoal ou através de outros processos como pressionar os responsáveis dos serviços no sentido de procederem à regularização desses casos.
 
Assim, neste momento, o SINTAP exige a resolução dos contratos de todos os trabalhadores em situação de precaridade ao serviço da Câmara Municipal de Lisboa (CML), de tal forma que as pessoas que trabalham recorrendo ao que podemos chamar “falsos recibos verdes” vejam finalmente resolvida a sua situação laboral mediante a sua integração no Quadro Privativo da autarquia.
 
À data, o SINTAP já iniciou negociações com a CML para que se chegue a uma solução para este grave problema ao mesmo tempo que denunciamos aqueles que, fazendo-se amigos dos trabalhadores, mais não fazem do que colocá-los em situações difíceis e que facilitam o seu despedimento, bem como aqueles que, representado forças políticas procuram envolver-se e “pisar” os sindicatos.
 
A uns e a outros dizemos: não obrigado!
A todos dizemos: contra a precaridade... marchar marchar!