Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A formiga no carreiro

A formiga no carreiro

28.Mar.11

Sindicatos da Função Pública exigem revogação da avaliação

Sindicatos da Função Pública pedem a suspensão do processo de avaliação de desempenho para todos os trabalhadores do Estado.

Depois de revogado o sistema de avaliação de professores no Parlamento, as estruturas sindicais da administração pública reclamam um tratamento de equidade.


Bettencourt Picanço, do Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado (STE), vai desenvolver iniciativas nesse sentido junto dos partidos com assento parlamentar

Nobre dos Santos, da  Frente Sindical da Administração Pública (FESAP), pede um tratamento de igualdade para toda a Função Pública e diz que “o Sol quando nasce é para todos”.

O Parlamento revogou, esta sexta-feira, o sistema de avaliação de desempenho dos professores com os votos favoráveis de toda a oposição. Ainda assim, o deputado social-democrata Pacheco Pereira votou contra as orientações do seu partido.

O PS vai, entretanto, suscitar a fiscalização da constitucionalidade da revogação, defendendo que o Parlamento não tem competência para assumir a decisão.


Nas reacções, Mário Nogueira, da Federação Nacional de Professores (FENPROF), aplaude mas acrescenta que a decisão não resolve os problemas do sector.

A ministra da Educação, Isabel Alçada já sublinhou não ser possível negociar outro modelo de avaliação a tempo do próximo ano lectivo.

A tutela vai agora analisar juridicamente as consequências da suspensão para depois enviar orientações para as escolas.

Url da notícia:

-----------------

http://www.rr.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=92&did=148294