Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A formiga no carreiro

A formiga no carreiro

14.Nov.13

FMI insiste que há margem para baixar salários nos sectores dos serviços

O sector eléctrico é identificado como uma das áreas onde é preciso aprofundar as reformas estruturais

Apesar de reconhecer que já houve uma redução nos salários em Portugal, por via do ajustamento, os técnicos do Fundo insistem que este resultado deve-se sobretudo à suspensão do pagamento de subsídios na Função Pública, que serão repostos.


O FMI considera que a diminuição dos salários no sector privado foi limitada, em particular nas actividades ligadas aos serviços. Não obstante um progresso modesto na competitividade dos preços, os custos unitários do trabalho no sector transaccionável (indústria) melhorou mais rapidamente do que no sector de bens não transaccionáveis, em parte devido a uma maior destruição de emprego. Uma melhoria da competitividade nestes sectores passaria também por uma redução mais significativa dos preços.

O sector eléctrico é identificado como uma das áreas onde é preciso aprofundar as reformas estruturais.


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.