Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A formiga no carreiro

A formiga no carreiro

18.Set.14

Administração Pública não pode perder mais trabalhadores nem postos de trabalho

Trabalhadores e serviços alarmados com possibilidade de redução de efetivos

 

O SINTAP exige que sejam urgentemente esclarecidas as notícias que circulam nos serviços por meios não oficiais, e que dão conta de que, na impossibilidade de proceder aos cortes salariais inicialmente previstos e posteriormente chumbados pelo Tribunal Constitucional, o Governo pretende utilizar programas de requalificação profissional/despedimentos da Administração Pública para reduzir o número de efetivos e assim proceder à poupança pretendida nos gastos com os salários dos trabalhadores.

 

Em causa estão rumores de que o Executivo quer implementar programas de requalificação profissional/despedimento visando a redução de mais de 10% do total de efetivos, o que, a ser verdade, não só é inaceitável e dramático face ao que representa para os trabalhadores, como é um cenário impensável se olharmos para a situação de pré-rutura em que já se encontram inúmeros serviços devido à carência de recursos humanos.

 

O SINTAP espera por isso que estes rumores não tenham fundamento e que este não seja um passo no sentido de reduzir os serviços que o Estado está constitucionalmente obrigado a prestar, abrindo assim as portas à sua privatização.

 

É por isso imperativo que o Governo, em particular o Secretário de Estado da Administração Pública, se manifeste publicamente sobre este assunto, esclarecendo os trabalhadores de forma inequívoca sobre o seu futuro e quanto à veracidade destas notícias.

 

Os trabalhadores da Administração Pública não podem continuar a viver sob o clima de incerteza e medo que os tem assombrado desde há largos anos a esta parte e que apenas tem trazido prejuízo às suas vidas profissional e pessoal e contribuído para a crescente degradação dos serviços prestados aos cidadãos.

 

Lisboa, 12 de setembro de 2014