Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A formiga no carreiro

A formiga no carreiro

13.Jul.15

Assinatura em Baião faz cair o mito

35 horas ‐ Sindicato da CGTP assina ACEP com adaptabilidade

A FESAP, a Câmara Municipal de Baião e o Secretário de Estado da Administração Pública assinaram, na passada sexta‐feira, 26 de junho, um Acordo Coletivo de Empregador Público segundo o qual os trabalhadores daquele município nortenho retomarão o horário de trabalho de 35 horas semanais.


Este ACEP, semelhante a tantos outros que a FESAP tem vindo a assinar nos últimos tempos tendo em vista a generalização das 35 horas na Administração Local, tem porém a particularidade de ter sido também assinado por um sindicato afeto à CGTP, sendo o primeiro desses acordos contendo a figura da adaptabilidade que é assinado no continente por um sindicato dessa central.


Este facto não é, apesar de tudo, uma novidade absoluta, uma vez que nas regiões autónomas são vários os ACEP assinados por sindicatos de ambas as centrais sindicais, cujos textos contêm, além do horário de 35 horas, o banco de horas.


Esperamos que a assinatura deste ACEP represente um passo determinante para a desmistificação de uma questão que tem sido demasiadamente utilizada pelos sindicatos da CGTP para denegrir os sindicatos da UGT em geral, e os da FESAP em particular, uma vez que esses ataques apenas têm servido para baralhar e prejudicar os trabalhadores que, em muitos casos, já poderiam estar a usufruir do horário de 35 horas de trabalho semanal e não o estão ainda porque algumas organizações sindicais têm sobreposto outros interesses aos interesses dos próprios trabalhadores. 

Lisboa, 30 de junho de 2015