Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A formiga no carreiro

A formiga no carreiro

11.Mar.16

Critérios pouco claros geram mal-estar entre os trabalhadores

Câmara Municipal de Lisboa

 

O SINTAP não pode deixar de demonstrar o seu desagrado pela forma como foram conduzidos os concursos internos para o EGO e o EO da Câmara Municipal de Lisboa, com uma notória e inaceitável falta de transparência e de clarificação de critérios de seleção, gerando grande mal-estar e descontentamento entre os trabalhadores.

 

Os trabalhadores não entendem como é possível que encarregados que estão a exercer funções há anos acabem por ter classificações inferiores a colegas com muito menor qualificação ou mesmo sem qualquer experiência no cargo em questão.

  

As dúvidas sobre o procedimento concursal são muitas, existindo inúmeros relatos de injustiças e de suspeitas de favorecimento.

 

Tendo estes concursos sido levados a cabo para a regularização de algumas situações, é lamentável que as sugestões feitas pelo SINTAP não tenham tido qualquer reflexo no desenrolar de um processo que tem agora os seus resultados à vista: um enorme desconforto e desconfiança em toda a estrutura operacional.

 

O SINTAP não pode aceitar que situações desta natureza sucedam na autarquia que mais trabalhadores emprega em todo o país, e disponibilizará todo o apoio a quem se sentir injustiçado e discriminado neste processo, prestando qualquer esclarecimento solicitado ou até apoio jurídico sempre que o caso o justificar.

 

Junta-te a nós!

O SINTAP defende os teus direitos!

 

Lisboa, 11 de março de 2016

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.