Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A formiga no carreiro

A formiga no carreiro

27.Jul.17

FESAP e FNIE estabelecem compromissos de colaboração futura

Carreiras Inspetivas dos Inspetores que exercem o controlo externo do Estado

 

A Federação de Sindicatos da Administração Pública e de Entidades com Fins Públicos (FESAP), e a Federação Nacional dos Inspetores do Estado (FNIE), reuniram-se recentemente na perspetiva de colaboração futuramente tendo em vista a dignificação e valorização das carreiras dos Inspetores que atuam no controlo externo do Estado

 

O encontro desta duas federações, que globalmente representam cerca de quatro dezenas de sindicatos, permitiu que fossem enontrados pontos de convergência e diálogo que darão origem à tomada de posições consertadas e ao desenvolvimento de iniciativas conjuntas já aquando da próxima discussão sobre o estatuto profissional de uma carreria que, ao contrário do que sucedeu com as demais carreiras inspetivas, não foi alvo de revisão em 2009.

 

Em causa estão as carreiras de centenas de Inspetores de Jogos, Inspetores do Trabalho, Inspetores da Segurança Social, e Inspetores dos Fundos Europeus, que consideram que está mais que ultrapassado o prazo razoável para o início de processos negociais tendo em vista a revisão das respetivas carreiras (à semelhança do que está a acontecer com a carreira de Inspeção da ASAE, cujas negociações econtram-se em fase de conclusão), pelo que desta reunião fica a certeza de que:

 

- as duas Federações desenvolverão, conjuntamente, as diligências necessárias junto dos membros do Governo competentes, tendo em vista o estabelecimento de compromissos negociais no sentido da abertura do processo de revisão dos estatuto dos Inspetores que atuam no controlo externo do Estado;

 

- a ausência de uma resposta positiva das tutelas à pretensão dos trabalhadores conduzirá, inevitavelmente, ao desenvolvimento de ações conjuntas no sentido de que as suas legítimas reivindicações sejam atendidas e consubstanciadas na tomada de medidas concretas nesse sentido.

 

Lisboa, 25 de julho de 2017