Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A formiga no carreiro

A formiga no carreiro

19.Jun.14

Fesap promete apoiar trabalhadores que recorram aos tribunais para reaver subsídios cortados

A Federação Sindical da Administração Pública (Fesap) acusa o Governo de diferenciar os trabalhadores e promete apoiar todos os seus sindicalizados que peçam apoio para recorrer aos tribunais no sentido de reaver a parte do seu subsídio que foi cortada.

“Os sindicatos da Fesap têm a obrigação de defender os seus trabalhadores e todos os associados que se dirigirem aos sindicatos da Fesap com o objetivo de procurar reaver os cortes no pagamento dos subsídios para os que já receberam antes de 31 de maio terão o nosso apoio para recorrer aos tribunais no sentido de proteger os seus interesses”, garante à Antena 1 o dirigente da Fesap José Abraão.

O Tribunal Constitucional já alertou o Governo que não deve tirar ilações da sua decisão de indeferir o pedido feito pelo Executivo através da Assembleia da República de aclaração do acórdão que chumba três normas do Orçamento do Estado para 2014.

Este curto comunicado dos juízes do Palácio Ratton surgiu depois de o ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, ter afirmado que a rejeição do pedido de aclaração tornou claro que o acórdão só se aplica a partir de 31 de maio.

Segundo Poiares Maduro, os trabalhadores do setor empresarial do Estado vão receber o subsídio de férias de forma desigual, porque quem já recebeu não terá direito a qualquer devolução e quem receber a partir de 31 de maio vai ter direito ao subsídio sem os cortes declarados inconstitucionais.