Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A formiga no carreiro

A formiga no carreiro

13.Mar.15

Forte adesão pressiona Governo a mudar a sua política para a AP

A Greve Nacional da Administração Pública que hoje decorre está a ter a resposta esperada por parte dos trabalhadores, com uma elevada adesão que conduziu ao encerramento de muitos serviços em setores fulcrais como a Saúde, a Educação, as Autarquias, a Segurança Social, os Bombeiros, as Finanças, a Justiça, os serviços de Transportes Municipais, entre outros, deixando claro que, mais do que a guerra das percentagens, a FESAP prefere dar enfoque às consequências que esta Greve está a ter na vida pública.

 

Através desta resposta firme ao apelo dos sindicatos, os trabalhadores da Administração Pública enviam uma mensagem clara ao Governo: é preciso mudar de política, respeitando os trabalhadores, repondo direitos e restabelecendo um clima de estabilidade e confiança que permita retomar o caminho da melhoria das condições de trabalho e da qualidade dos serviços públicos prestados aos cidadãos.

 

A FESAP saúda todos os trabalhadores que, sacrificando o seu salário, quiserem dizer, através da sua adesão a esta jornada de luta, que estão unidos na defesa dos seus direitos, exigindo:

 

- a reposição integral dos seus salários;

- a revogação do regime de requalificação;

- a reposição do horário de 35 horas de trabalho semanal;

- a publicação dos acordos coletivos legitimamente negociados com os empregadores públicos;

- o fim do congelamento das progressões nas carreiras;

- a defesa da ADSE e da CGA;

- uma política que aposte na negociação coletiva e na valorização dos recursos humanos;

- a aposta na melhoria dos serviços públicos como forma de promoção e defesa do Estado Social e das políticas públicas.

 

Lisboa, 13 de março de 2015