Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A formiga no carreiro

A formiga no carreiro

14.Ago.14

Função Pública perdeu quase 60 mil desde a chegada da troika

O universo de trabalhadores das administrações públicas ascende actualmente a quase 553 mil. Desde Dezembro de 2011, a redução de efectivos não chega a 10%.

Desde Dezembro de 2011, seis meses após a chegada da troika, até ao fim de Junho deste ano, o universo das administrações públicas perdeu 59.607 trabalhadores, o que corresponde a uma redução de 9,7% dos efectivos, releva a Síntese Estatística do Emprego Público divulgada nesta quinta-feira pela Direcção-Geral da Administração e do Emprego Público.

 

Os dados mostram ainda que saíram 10.780 funcionários ao longo do primeiro semestre de 2014.

 

Esta redução líquida resulta de mais de 33 mil saídas e de perto de 23 mil entradas durante os primeiros seis meses deste ano. Esta redução de funcionários públicos é quase totalmente explicada pela saída de funcionários da administração central, onde se registou uma saída de 7.999 funcionários, sendo que as restantes saídas se dividem pelas autarquias e regiões autónomas.

 

No total das saídas, perto de 19.000 dizem respeito a saídas definitivas e, dentro destas, mais de 7.000 devem-se a situações de aposentação. Às saídas definitivas somam-se ainda 14.783 funcionários que foram colocados em mobilidade.

 

Com um rácio de administração de cerca de 5,3% da população total, o emprego no sector das administrações públicas representava, em 30 de Junho de 2014, cerca de 10,5 % da população activa e de 12,2% da população empregada.