Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A formiga no carreiro

A formiga no carreiro

02.Nov.20

Governo chama função pública para reunião suplementar. Outras podem ainda ocorrer

No último encontro, ministério da Administração Pública terá sinalizado dificuldades em aumentar os salários dos trabalhadores do Estado em 2021.

O Governo convocou os sindicatos da administração pública para uma ronda negocial suplementar na próxima sexta-feira, dia 06 de novembro, abrindo porta a novos encontros ainda antes de fechado o Orçamento do Estado para 2021 (OE2021).

Na convocatória, que se segue ao pedido de uma reunião suplementar por parte dos representantes sindicais, o secretário de Estado da Administração Pública nota que "a realização desta reunião não prejudicará outras negociações que se possam vir a justificar antes da votação final global da proposta de lei do Orçamento do Estado".

Uma abertura que é vista pelos sindicatos com alguma expectativa tendo em conta algumas propostas de alteração ao OE2021 que os partidos já entregaram na Assembleia da República. Por exemplo, o PCP propõe um suplemento remuneratório dos trabalhadores dos serviços públicos essenciais. E isso mesmo, lembra o secretário-geral da Federação dos Sindicatos da Administração Pública (Fesap), José Abraão.

"Até à votação final global, ainda pode haver alterações tendo em conta as propostas de alteração dos partidos da oposição", aponta o sindicalista ao Dinheiro Vivo, lembrando matérias como "a primeira posição remuneratória ou o salário mínimo na função pública". "É preciso olhar para os salários mais baixos", acrescenta. O líder sindical lembra ainda questões como o teletrabalho e as condições em que é desempenhado.

Já Helena Rodrigues, do Sindicato dos Quadros Técnicos (STE), lembra que "esta crise pandémica mostrou que a administração pública é importante e fundamental para a necessidade do país", acrescentando que "é preciso ver como vamos fazer melhor e manter os profissionais mais qualificados", em concreto os mais jovens.

A reunião com o STE está marcada para as 9h00 de sexta-feira, dia 06 de novembro, e com a Fesap a partir das 11h30. O Dinheiro Vivo não conseguiu contactar a Frente Comum de Sindicatos.

Fonte Dinheiro Vivo