Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A formiga no carreiro

A formiga no carreiro

11.Out.18

GREVE NA IP ADIADA PARA DIA 31 DE OUTUBRO

Na reunião realizada no âmbito do processo negocial, no dia 10 de Outubro, os representantes do Governo, apresentaram-se
com uma posição de nada de novo, mas com o argumento que o governo está a fechar a proposta de Orçamento do Estado e só a partir desse momento (dia 15 será entregue na Assembleia da República) terão todos os elementos necessários para trabalharem a sua proposta conforme se comprometeram. 

Da análise feita no momento, as organizações entenderam que:
· A posição de ambiguidade do Governo/administração, precisa de uma permanente pressão sindical, suportada na mobilização dos trabalhadores, embora sem dar espaço à outra parte para justificar as nossas acções para se continuar a refugiar no adiamento das respostas a que se comprometeu;
· Para isso, há que reformular a nossa luta, pressionando o governo/administração com os argumentos que invocam, mas tendo pela frente a luta organizada dos trabalhadores.

Dentro destes pressupostos, na reunião e após a mesma, foi decidido o seguinte:

> Transmitir aos representantes do governo/administração que os valores que têm apresentado são insuficientes e que nada adianta estarmos a fazer uma discussão da distribuição desses valores;

> Queremos que apresentem propostas que apontem para a valorização dos salários e das carreiras profissionais, o que não é possível se insistirem em incluir nesse pacote as verbas acordadas para este ano;

> Que para além desta questão é preciso que se disponibilizem para evoluir nas matérias em que tem havido desacordo
no que se refere ao clausulado geral; 

> Se querem um acordo rápido têm que clarificar o que pretendem fazer relativamente ao RC, ou seja, mantêm a
sua proposta inicial, ou vão apresentar outra;

> Se a questão é a conclusão da proposta de Orçamento do Estado, desafiamos a que apresentem até dia 25 de Outubro as respostas que ficaram em dar, ficando assim, sem qualquer desculpa para o não fazerem;

 

Para não arranjarem outras desculpas, após a reunião as organizações sindicais, decidiram, reformular a luta, nos seguintes moldes:
> Adiar para o próximo dia 31 de Outubro a greve marcada para a próxima sexta feira (12 de Outubro);

> Realizar uma reunião de organizações de trabalhadores na próxima segunda feira, dia 15, com o
objectivo de:

Organizar a greve e preparar todos os aspectos necessários à sua formalização;

Discutir outras acções
complementares em defesa das reivindicações de TODOS os trabalhadores da IP - Infraestruturas de Portugal; IPTelecom; IP-Engenharia e IPPatrimónio.

Lisboa 10/10/2018