Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A formiga no carreiro

A formiga no carreiro

17.Jun.14

Suplementos remuneratórios passam a ser fixos

Os militares das Forças Armadas, GNR e PSP serão os mais penalizados

Os suplementos remuneratórios dos funcionários públicos vão passar a ter um montante fixo mensal, avança o “Correio da Manhã”. Isto significa mais um corte nos salários dos trabalhadores do Estado, que deixarão de ser beneficiados em caso de progressão na carreira.

 

A nova tabela única de suplementos deverá ser aprovada já na próxima quinta-feira, em Conselho de Ministros. Terá 60 níveis remuneratórios que vão dos 25 aos 1500 euros/mês.

A nova medida não só afectará também os trabalhadores das Forças Armadas, GNR e PSP, como, segundo apurou o “CM”, serão dos mais penalizados.

 

Os suplementos remuneratórios destas forças de autoridade são dos que mais despesa dão ao Estado (196 milhões de euros anuais), por isso a diferença nos seus salários será preponderante.

Recorde-se que, por ano, os suplementos remuneratórios dos funcionários públicos são de valor superior a 695 milhões de euros, segundo a Direcção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP).