Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A formiga no carreiro

A formiga no carreiro

06.Nov.20

Trabalhadores chamados para ajudar SNS? Sindicatos querem que medida seja bem fundamentada

Sindicatos consideram que há um exagero e não lidam "muito bem com esta exigência".

No decreto presidencial, divulgado esta quinta-feira no site da Presidência, propõe-se que os trabalhadores em isolamento profilático ou que sejam doentes crónicos possam ser chamados, mesmo não sendo profissionais de saúde, para apoiar as autoridades e serviços de saúde na realização dos inquéritos epidemiológicos, por exemplo. José Abraão, da Federação de Sindicatos da Administração Pública, entende que há um exagero e acrescenta que se os trabalhadores forem mesmo chamados para desempenhar outras funções, a decisão tem de ser muito bem fundamentada.

"Os trabalhadores normalmente nunca acatam bem a deslocação do seu posto de trabalho tradicional para onde são necessários, principalmente numa situação destas em que não se sabe o que vai acontecer, para onde vão ou como vão. As circunstâncias colocarão sempre o problema e a dúvida de porquê eles e não outros", explicou à TSF José Abraão.

Na mesma linha está também Helena Rodrigues, do Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado.

"Não conseguimos lidar muito bem com esta exigência e disponibilidade do servidor público sem ter em conta que ele também tem de dar de comer à família e precisa de ter remunerações que sejam adequadas. Sim, estão cá para servir, mas não podemos pôr pessoas a servir sem as mínimas condições e, eventualmente, outras atividades serão deixadas para trás para se fazer esta", afirmou Helena Rodrigues.

A presidente do Sindicato dos Quadros Técnicos dos Estado compreende a medida porque só vem mostrar a importância da administração pública.

Fonte TSF